Mais espaço do que nunca

01

Na hora em que decidiram mudar de casa, o arquiteto Jeff Jordan e sua esposa, Sally Librera, viram-se em meio a um dilema comum a muitas famílias. Melhor morar com os três filhos em uma cidade grande, ou aproveitar os benefícios de um estilo de vida mais pacato em uma área suburbana? Após passar por várias metrópoles na busca do local ideal, encontraram o lote perfeito em Rutherford. Um subúrbio, sim, mas a apenas 13 km de Manhattan.

Apesar de não conhecerem a área, não resistiram à oportunidade de habitar um lar maior, mais arejado e iluminado do que as pequenas residências anteriormente ocupadas por eles em corações de grandes cidades. Além do mais, sendo arquiteto, Jordan queria construir uma casa para sua família.

02

Ele desejava erguer uma morada atual, mas que não destoasse do estilo dos lares vizinhos, datados dos anos 1920 e 30 . “Teria que ser assumidamente moderna, mas um tanto comedida” explica Jordan. O resultado é uma residência de 215 m², com ambientes aquecidos pelo uso abundante de madeira. Grandes e estrategicamente colocadas, janelas garantem boa iluminação à casa, cuja fachada traseira aposta no vidro para integrar visualmente o jardim ao interior. Na frente, a fachada em azul gris conta com um recorte que cria uma espécie de alpendre. Com revestimento de cedro, a escolha inusitada rompe a uniformidade visual, atribuindo personalidade e enfatizando o caráter moderno do projeto.

Na idealização do lar, foram empregados certos truques visando o corte de gastos. Os banheiros, por exemplo, foram desenhados de forma a dividirem uma parede, o que implicou em menor investimento em encanamento. Além disso, portas de armários foram revestidas com folhas de madeira.

04

A decoração simples é um bom exemplo de que menos pode ser mais. Apesar do orçamento um tanto apertado, o arquiteto soube incorporar um gostinho de design assinado. Em torno da mesa de jantar encontram-se apenas exemplares das renomadas Plastic Armchairs de autoria dos Eames. Em azul, branco e vermelho, elas se espalham também por outros cômodos da casa.

Mesmo que Rutherford não seja o local mais empolgante, ela oferece suas vantagens à família de Jordan e Sally. Entre as mais interessantes, estão banheiros espaçosos, boa iluminação natural, ar fresco e a possibilidade de convidar os amigos para um churrasco.

 

Fonte: Casa Vogue